domingo, 18 de julho de 2010

Mar Marejado

Luis Soares
serigrafia
Lágrimas banham
Os teus olhos
E fazem aumentar
O oceano
Da minha tristeza

As lágrimas dançam
E a tremer
Sem descanso
Hesitam em cair
Não se querem ferir
E ficam ali
A bailar no teu olhar

Penso, então:
- Dou-te um lenço?
Decido que não

Dou-te beijos
E as lágrimas
No teu olhar
Acabam por secar
E acabaste a bailar
Na alegria do meu mar

Silvino Figueiredo

Sem comentários:

Publicar um comentário