quarta-feira, 19 de setembro de 2012

O MONTE DOS VENDAVAIS

O MONTE DOS VENDAVAIS
 
Lá fora nas colinas
onde as tempestades habitam,
Rodopiávamos no ar
como se não houvesse gravidade
deixando que nossos corpos caíssem
e rolassem pela relva!
O teu temperamento era como o meu ciúme
Ardente, ávido e excessivo!
Como foste capaz de abandonar-me
Quando eu precisava de te possuir
Meu Deus, como te odiei
Meu Deus, como te amei!
Toda a noite
atormentado por pesadelos
em que dizias que perderia as minhas batalhas
deixando para trás
o meu monte dos vendavais
Meu querido, regressei ao nosso lar…
Estou enregelada,
Abre a tua janela
Para eu entrar voando
É escuro e solitário
Deste outro lado, longe de ti.
Sinto tanta saudade…
O meu destino sem ti
Fracassa
estou voltando meu cruel amor
Meu sonho, meu único mestre
Há eternidades que vagueio pela noite…
Chegou a hora de remediar este tormento
Estou de volta para os teus braços.
Estou voltando para casa,
para o meu
monte dos vendavais…
ai, deixa-me ter-te
ai, deixa-me levar a tua alma! 

Kate Bush
lido por Maria Teresa Nicho 

Sem comentários:

Publicar um comentário