quarta-feira, 24 de outubro de 2012

VARZEA


VARZEA
 
Em meu pensamento
Ocorreu a ideia
Lampejo momento
Soturna plebeia.
 
São passos cruzados
Na mente submersa
Tormentos ousados
Em frases dispersa.
 
Conluios se fazem
Projectos de vida
Por eles se batem
Na várzea perdida.
 
Que selva afinal
Este labirinto
Romance espiritual
Em fogo extinto.
 
A lava candente
Britando voraz
Várzea poluente
Retrógrada sagaz.
 
Pântano perigoso
Em areias movediço
Profano ardiloso
Sem nunca se dar por isso. 

João Pessanha
2/10/2012

Sem comentários:

Publicar um comentário