quarta-feira, 24 de outubro de 2012

VOU FALAR DA MINHA MÃE

 
VOU FALAR DA MINHA MÃE
 
A morte ladra roubou-a
Há um vazio visto em mim…
Por muito mais que se diga
Que ela faz parte da vida
Levou-me a minha maior amiga
Razão porque falo assim.
 
Pode dizer-se muito
Que a natureza manda
E que vai tudo pró céu…
Mas meu coração triste anda
Porque perdeu quem o deu.
 
Vou falar da minha mãe
Que é falar sempre com ela
Que há algo que se sente…
Falar de alguém, muito bela
Que permanece na mente.
 
Os dias; atuais são grandes
Minha mãe, assim lembra
Grande; sempre, o seu ser…
O mês de agosto levou-a
Mas falar sobre ela é mesma
Fórmula; de nunca a perder. 

José Oliveira Ribeiro

Sem comentários:

Publicar um comentário