sexta-feira, 24 de agosto de 2012

POEMA ESCRITO NOCHÃO


 

POEMA ESCRITO NOCHÃO 
 
“Era a primeira vez ” — dizias
com certo ar de surpresa,
ou desalento —
“que estava junto de ti
sem te mostrar um poema”! 
 
Mas vê bem, meu Amor-Lindo,
sua cabecinha de vento:
Que melhor poema querias
que os nossos corpos ali,
distraídos,
abraçados,
esquecidos,
abandonados…  
 
perdidos
          nos olhos que se cruzavam…
enredados
          nas mãos que se procuravam…
enlouquecidos
          nos beijos que se trocavam…? 
 
E enquanto isso,
cá fora,
a chuva caía,
cantarolava e fazia
sulcos na areia molhada
que, vistos por nosso ver,
eram escrita disfarçada
— eram letras que juntinhas,
em carreira,
e soletradas,
faziam um belo poema
cujo tema
era o amor… 


          — Era só olhar e ler! 
 

Inédito, Miguel Leitão
15 de Agosto de 2012

Sem comentários:

Publicar um comentário