terça-feira, 5 de julho de 2011

NÃO SE PASSA NADA!


NÃO SE PASSA NADA!

Ela,
sempre ela,
espera que ele diga
que gosta dela,
ele diz
e faz-lhe festinhas na barriga,
ele é feliz,
ele é bom rapaz,
com ela casa,
mas,
depois, quando tudo arrasa,
chama-lhe cadela!

É assim o amor entre ele e ela!

Quando tudo passa,
vão juntos para a janela,
ver quem passa,
para passar o tempo de ócio,
porque entre eles nada se passa!
enquanto não vem o tempo do divórcio!
                             Silvino Figueiredo
(figas de saint pierre de lá-buraque)

Sem comentários:

Publicar um comentário