quarta-feira, 27 de julho de 2011

COLORIDAS FOLHAS

COLORIDAS FOLHAS

Folhas!
Tamanhos múltiplos,
Distintas espécies denunciam.
Desenvolvimentos diversos,
Tal a evolução de cada vivo animal ser,
De bebé, criança,
A jovem, adulto, velho, caduco.
Nas folhas,
Desmaiadas cores,
O declinar da vida anunciam.
Coloridos graciosos,
Alegria do inicio exibem.
Tal multicolor salteado,
Em qualquer ser,
A aura evocam,
Tal como um arco-íris,
Que do céu vindo,
Em paz,
À terra se reúne.

Vivas folhas,
Próprio cheiro,
De uma vida, aromas.
Perfume doce,
Suavidade tudo invade.
Já ácido perfume…
Histórias, outras contam,
Contrariedades, até,
Em estranhas visíveis reentrâncias.
 Mas… a simplificada leveza,
Sempre à natureza retorna!
Tal como brancas folhas,
Das páginas de um livro cativas,
Onde nova história se recomeça,
E um diferente final,
Reescrever se pode.
Distinta fase,
Ao sabor do vento,
Secas folhas voam,
Sem mágoas,
Sem atrás volverem,
Não se importando,
Que logo, logo,
Novas folhas renasçam!
Cristina Maya Caetano

Sem comentários:

Publicar um comentário